UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
OUVIDORIA TRABALHISTA

Acesso online:

Criar ou recuperar sua senha
NOTÍCIA

AMA: Projeto busca novas tecnologias visando estrutura profissional de excelência

Publicado em: 05/07/2018 às 16:00

No modalidade de bocha adaptada, novos materiais e o desenvolvimento de um sistema são as novidades

Projeto está se adequando para conquistar novos títulos nas competições deste semestre
Projeto está se adequando para conquistar novos títulos nas competições deste semestre
Projeto está se adequando para conquistar novos títulos nas competições deste semestre
Projeto está se adequando para conquistar novos títulos nas competições deste semestre

A busca por melhorias e novas tecnologias é uma das preocupações da coordenação do projeto de extensão AMA (Atividades Motoras Adaptadas), ligado ao curso de Educação Física da Universidade Paranaense, Unidade de Toledo. Na equipe da bocha adaptada, as novidades deste ano referem-se à aquisição de novos materiais e o desenvolvimento de um sistema que visa auxiliar no processo de análise em treinamentos e competições.

A coordenadora do AMA, professora Fábia Freire, declara que a equipe de bocha aguarda com ansiedade as novidades. “Estamos esperando a nova calha do atleta Ronaldo Scariot. Além disso, também iremos contar com um sistema diferenciado, o qual irá permitir uma análise mais detalhada nos treinamentos e competições. Ou seja, estamos nos adequando e buscando novas tecnologias em prol de uma estrutura profissional de excelência”.

Conforme a coordenadora, a busca por aperfeiçoamento permitirá melhor desempenho nas competições. Atualmente, a equipe de bocha conta com três atletas – um aluno tetraplégico, um com paralisia cerebral e outro com deficiência auditiva.

O principal papel do projeto AMA é contribuir com a inclusão dos atletas na sociedade, estimulando sua autonomia e independência, além, é claro, de promover a oportunidade de conhecer novas pessoas e lugares. “Eles reconhecem que a competição de rendimento pode também fazer parte de seu cotidiano, basta ter dedicação e corresponder ao trabalho que a modalidade exige; o resultado são as mudanças e os benefícios que o esporte pode trazer para suas vidas”.

Competições

Este ano, as disputas acontecem neste segundo semestre. Uma delas, a Regional Sul, será realizada no mês de agosto em Joinvile/SC. Já o Parajasc (Jogos Abertos Paradesportivos) acontece em novembro, em Maringá. “Para fazermos bonito nestas competições estamos treinando todas as quartas e quintas-feiras, no período da tarde”, acrescenta a coordenadora do AMA.

Redes sociais>