UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
NOTÍCIA

Em ‘Aula Invertida’, alunos de Engenharia Agronômica constroem maquetes

Publicado em: 22/06/2018 às 16:00

Trabalho disciplinar da matéria de Construções Rurais desafiou a capacidade de cálculo e a inventividade das equipes

Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos realizados pelos acadêmicos exigiu cálculos e criatividade
Trabalhos expostos nos corredores: maquetes chamaram a atenção dos colegas
Trabalhos expostos nos corredores: maquetes chamaram a atenção dos colegas
Trabalhos expostos nos corredores: maquetes chamaram a atenção dos colegas

Acompanhando novo modelo metodológico, que sobreleva a concepção por aulas menos expositivas e mais participativas, o curso de Engenharia Agronômica da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Umuarama, aderiu à proposta ‘Sala de Aula Invertida’ com os acadêmicos do 2º ano (em 18/5).

Conforme o conceito, os estudantes estudaram as teorias em casa e fizeram a lição na Unipar, onde tiveram que recriar instalações rurais em forma de maquetes usando materiais recicláveis. O trabalho uniu os estudantes e desafiou seus conhecimentos e a criatividade.

Depois que concluíram os projetos, eles construíram as maquetes e apresentaram para os colegas, explicando conceito e função dos espaços idealizados. A aula diferente foi coordenada pela professora Daniela Aves, titular da disciplina de Construções Rurais.

Segundo ela, a atividade atingiu o objetivo principal que era o de proporcionar ao acadêmico uma experiência motivadora, com viés lúdico: “Com esse trabalho os alunos tiveram o contato direto com detalhes e particularidades de cada instalação. Foi bastante produtivo”.

Ela diz que a criatividade dos alunos foi surpreendente. “A forma com que cada equipe preferiu utilizar os materiais disponíveis e o interesse em produzir um resultado interessante me chamaram a atenção; gostei muito!”, elogia.

Após a exibição dos trabalhos na sala de aula, as maquetes ficaram expostas no corredor, para serem apreciadas pelas outras turmas da Engenharia Agronômica e de outros cursos.

Redes sociais>