UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
OUVIDORIA TRABALHISTA

Acesso online:

Criar ou recuperar sua senha
NOTÍCIA

Estética e Cosmética: Acadêmicas ensinam mães a fazer massagem shantala em bebês e crianças

Publicado em: 14/05/2018 às 17:00

Técnica milenar proporciona, entre vários benefícios, bem-estar e relaxamento do corpo, eliminando tensões, bloqueios, insônia e o choro sem motivo aparente

Utilizando bonecos como modelo, mães aprendem na prática a técnica milenar indiana que transmite também amor ao filho por meio das mãos
Utilizando bonecos como modelo, mães aprendem na prática a técnica milenar indiana que transmite também amor ao filho por meio das mãos
Utilizando bonecos como modelo, mães aprendem na prática a técnica milenar indiana que transmite também amor ao filho por meio das mãos
Sob olhar atento das acadêmicas, professora Raquel Costa Machado explica às mães como fazer a massagem
Sob olhar atento das acadêmicas, professora Raquel Costa Machado explica às mães como fazer a massagem
Sob olhar atento das acadêmicas, professora Raquel Costa Machado explica às mães como fazer a massagem

Sob supervisão da professora Raquel Costa Machado, estudantes do segundo ano do curso de Estética e Cosmética da Universidade Paranaense - Unipar, Unidade de Paranavaí, ensinaram um grupo de mães a fazer a massagem shantala em seus filhos de até 11 anos. A principal função da técnica milenar indiana é transmitir amor ao filho por meio das mãos, propiciando vários benefícios, como bem-estar e relaxamento.

Utilizando bonecos como modelo, as mães aprenderam a massagem, que entre outras funções, também elimina tensões, bloqueios, insônia e o choro sem motivo aparente, proporcionando ao bebê ou à criança a elevação da autoestima e, principalmente, o equilíbrio do sistema energético e emocional.

A atividade faz parte do projeto ‘Massagem Shantala e a Melhora na Qualidade de Vida do Bebê’, estudado na disciplina de Introdução às Técnicas Manuais. “Esse projeto é uma prova de que a Estética vai muito além dos tratamentos convencionais faciais e corporais que a população tem conhecimento”, defende a professora Raquel, ressaltando que a técnica é também uma das práticas integrativas que o SUS (Sistema Único de Saúde) disponibiliza para a população de alguns estados como forma de bem-estar e prevenção de doenças.

E devido ao sucesso da atividade e dos benefícios relatados pelas mães contempladas, o curso fechou uma parceria com a Aapac (Associação de Amigos da Pastoral da Criança), via projeto ‘Gerando Laços de Amor’.

A acadêmica Lediane Militão diz que participar da atividade prática foi gratificante e de grande importância para sua formação. “Foi extremamente satisfatório esse momento com as mães. E é muito bom poder compartilhar um pouco do conhecimento adquirido em sala de aula e saber que através deste projeto podemos fazer a diferença no desenvolvimento de muitas crianças”.

Redes sociais>