UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
NOTÍCIA

Ciências Contábeis: Mais de 40 formandos são aprovados no Exame de Suficiência

Publicado em: 09/01/2018 às 16:00

Obrigatória para exercício da profissão, a prova testa os conhecimentos obtidos durante a graduação

Coordenador do curso, professor Clovis Uliana, com acadêmicos aprovados no exame

Mesmo antes de receber o diploma, 45 formandos do curso de Ciências Contábeis da Universidade Paranaense, Unidade de Umuarama, já estão aptos a exercer a profissão. No final do ano passado, eles foram aprovados no Exame de Suficiência do CFC (Conselho Federal de Contabilidade).

Com a instituição da lei 12.249, que foi publicada em 11 de junho de 2010, a aprovação no exame passou a ser requisito obrigatório para o exercício da profissão. “O exame tem como principal objetivo comprovar o conhecimento do estudante, para que este possa exercer as suas prerrogativas funcionais no mercado de trabalho com excelência”, explica o coordenador do curso, professor Clóvis Uliana.

Um dos aprovados foi Anelise Lopes. “Foi um grande desafio, mas agora a sensação é de dever cumprido”, conta a formanda, creditando sua aprovação também à excelente qualidade do projeto pedagógico do curso oferecido pela Unipar. “A Universidade foi o guia principal, pois soube nos ensinar o caminho certo, inclusive as aulas preparatórias para o exame foram muito coerentes com a prova. Os professores sempre antenados e ensinando o que realmente seria pedido. Com essa conquista, me sinto pronta e confiante para ingressar no mercado de trabalho”, avalia.

“O alto nível de aprovação no exame comprova que estamos em sintonia com as exigências dos órgãos reguladores, bem como com os ambientes em que estão inseridos nossos acadêmicos e ex-alunos”, ressalta o coordenador, enaltecendo que é gratificante saber que a Unipar trabalha incansavelmente na busca da qualidade do ensino.

“Com um corpo docente comprometido com as nossas propostas, tenho orgulho em dizer que, todos os anos, colocamos ótimos profissionais no mercado de trabalho”.

Redes sociais>