UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
OUVIDORIA TRABALHISTA

Acesso online:

Criar ou recuperar sua senha
NOTÍCIA

Psicologia em Debate: Palestra aborda papel da mídia e direitos humanos

Publicado em: 17/07/2017 às 15:00

Evento acontece todos os meses e discute temas relevantes para a formação cidadã dos acadêmicos

Rodrigo Oliva, coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da Unipar
Rodrigo Oliva, coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da Unipar
Evento reuniu acadêmicos, professores e egressos
Evento reuniu acadêmicos, professores e egressos
Evento reuniu acadêmicos, professores e egressos
Evento reuniu acadêmicos, professores e egressos
Evento reuniu acadêmicos, professores e egressos

Colocar em pauta temas importantes da atualidade e debater o papel do profissional de psicologia em relação a eles. Esse é o objetivo do projeto ‘Psicologia em Debate’, criado pelo curso de Psicologia da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Umuarama, e que ao longo do ano promove palestras para egressos e acadêmicos.

No último encontro, o projeto debateu ‘O Papel da Mídia: Reflexões sobre a expressão a arte imita a vida’, ministrado pelo professor Rodrigo Oliva, coordenador do curso de Publicidade e Propaganda Unipar (em 20/6). Em sua fala, Oliva propôs uma reflexão sobre a construção das representações nos meios de comunicação.

Ele discutiu a questão do real x ficção, vistos a partir da representação de personagens, os astros midiáticos, que, no embate de suas vidas pessoais, são projetados na forma de consumo com variadas personas.

“Os limites entre o real e a ficção perturbam a comunicação e, neste contexto, questiona-se qual o papel ético da Mídia, para quem a mídia está falando e se existe uma realidade tratada nestas representações; como a mídia representa os personagens e como isso é projetado na vida pessoal e nas formas de consumo foram questões abordadas”, conta o professor.

Após a palestra, Oliva participou de uma mesa-redonda com a professora Bárbara Brunini, do curso de Psicologia, que também colocou em pauta, no debate, direitos humanos e orgulho LGBT.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Daniele Barreto, esses temas foram escolhidos porque no dia 7/6 comemorou-se o Dia da Liberdade de Imprensa e em 28/6, o Dia Internacional do Orgulho LGBT.

“Ainda neste ano serão mais quatro encontros, em que vamos falar sobre o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), combate à violência, monogamia, terceira idade, cultura, negritude e direitos humanos”, informa a docente.

Redes sociais