UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
OUVIDORIA TRABALHISTA

Acesso online:

Criar ou recuperar sua senha
NOTÍCIA

Viagem técnica: Acadêmicos de Engenharia Civil visitam a Ferroeste em Cascavel

Publicado em: 17/05/2017 às 15:50

Visita técnica incluiu conhecer a história da ferrovia, sua estrutura e os terminais de contêineres e combustíveis

Acadêmicos do terceiro e quarto ano conhecem o terminal ferroviário e suas estruturas
Visita agrega conhecimento ao currículo acadêmico
Acadêmicos conhecem estruturas de grãos e combustíveis no chamado “Porto Seco”
Visita à Ferroeste oportunizou experiência prática

Estudantes do terceiro e quarto ano do curso de Engenharia Civil da Unipar, Unidade de Toledo, realizaram visita técnica à Ferroeste, que fica na cidade vizinha de Cascavel. A atividade prática, que fez parte da disciplina de Estradas e Transportes, teve o intuito de agregar conhecimento ao currículo acadêmico, complementando a teoria lecionada em sala de aula.

Acompanhados pelas professoras Kássia Esteves e Kamille Tomim, os acadêmicos foram recepcionados pelo engenheiro civil Luis Gastão Jambersi. Ele fez um relato da história da ferrovia e apresentou alguns dos projetos executados, explicando passo a passo seu processo de implantação.

Na sequência, os acadêmicos puderam visitar o terminal da ferrovia, a rodoferroviária e tulha ferroviária, pátio interno e elementos de via permanente. O roteiro incluiu ainda visita aos terminais de contêineres, da Cotriguaçu, e de combustíveis, da Ipiranga.

Para a aluna Ábila Teixeira, a visita foi marcante. “Conhecer a Ferroeste foi importante para minha formação acadêmica, porque tive a oportunidade de vislumbrar a teoria na prática, podendo obter novos conhecimentos e conceitos sobre a engenharia no Brasil, tanto a atual, quanto a antiga”.

Escoando os grãos

A Ferroeste ou Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A. é uma empresa ferroviária estatal criada em 15 de março de 1988, que tem como principal acionista o estado do Paraná. Pelos trens são escoados, anualmente, cerca de 1,5 milhão de toneladas, principalmente grãos (soja, milho e trigo), farelos e contêineres, com destino ao Porto de Paranaguá, no Litoral do Estado. No sentido inverso, a ferrovia transporta principalmente insumos agrícolas, adubo, fertilizante, cimento e combustíveis. 

A orientação básica da Ferroeste é reduzir os custos logísticos do escoamento da produção, oferecendo tarifas baratas tanto para grandes, quanto para médios e pequenos produtores. E o mesmo vale para as empresas transportadoras de cargas. 

Redes sociais