Publicada em: 24/10/2014 às 15:30

Francisco Beltrão: Unipar repassa doces e brinquedos para crianças de projetos sociais

Os donativos foram arrecadados pelos acadêmicos do curso de Ciências Contábeis

Os brinquedos e doces foram arrecadados durante duas semanas e doados no Dia das Crianças

Os brinquedos e doces foram arrecadados durante duas semanas e doados no Dia das Crianças

A Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Francisco Beltrão, realizou o repasse de brinquedos e doces para crianças atendidas por projetos sociais do município. O ato de entrega foi realizado pelo coordenador do curso de Ciências Contábeis, professor Idair Edson Marcelo, e a coordenadora setorial do Programa Institucional de Atenção ao Estudante (PIAE), psicóloga Jaqueline Zanini. A entrega foi na véspera do Dia das Crianças e beneficiou a Casa Abrigo Anjo Gabriel, Associação Sensibilizar e Paróquia Nossa Senhora da Salete.

Os brinquedos foram arrecadados na gincana “Contabilizando Solidariedade”, evento que integrou os alunos do curso de Ciências Contábeis. Durante duas semanas os acadêmicos se moveram em prol de arrecadações para atender cerca de 200 crianças.

“É muito gratificante ver os jovens se envolvendo em causas sociais, ainda mais quando superam nossas expectativas, já que conseguimos em média 2000 pacotes de doces e 2000 brinquedos. Não resta dúvida de que muitas crianças terão seu dia muito agraciado e feliz com tantas surpresas”, destacou o professor Idair.

Jaqueline lembrou que a ação da universidade tem como objetivo envolver os acadêmicos com a comunidade e mostrar a importância das ações solidárias, “visando uma melhoria na sua qualificação não apenas profissional e sim pessoal, de forma harmoniosa e saudável”.

Publicada em: 24/10/2014 às 14:02

Umuarama: Controle de Custos é tema de seminário de Ciências Contábeis

Assunto foi discutido pelos irmãos Ismael e Davi Bicai, proprietários da indústria Estofados Helen

Empresários da Helen falam sobre cotidiano da empresa e estratégias de gestão

Empresários da Helen falam sobre cotidiano da empresa e estratégias de gestão

Processo de produção em fábrica, custo fixo e variável, matéria-prima, controle e tipos de custos e fluxo de caixa. Esses foram alguns dos assuntos abordados na Universidade Paranaense – Unipar, em seminário que contou com a participação dos irmãos Ismael e Davi Bicaio, proprietários da Helen, uma das maiores indústrias de estofados e colchões da região.

O encontro fez parte do 8º Seminário de Gestão de Custos do curso de Ciências Contábeis. Organizado pela equipe do projeto de extensão universitária Lacus (Laboratório de Ambiência em Custos), o encontro reuniu cerca de 500, entre estudantes, professores e profissionais da área.

Outro convidado para compartilhar conhecimentos foi o empresário José Carlos Fiaux, que trabalha com o ramo de combustíveis. Ele contou um pouco de sua trajetória e dos desafios que enfrentou para consolidar seus negócios. A noite terminou com a palestra ‘Como os ativos intangíveis determinam o valor das organizações’, ministrada pelo professor Régio Toesca.

Para o coordenador do projeto, professor Gervaldo Campos, o Seminário atingiu os objetivos. “Além de abordar a importância da eficiência na gestão dos custos de produção como instrumento de auxílio ao processo gestão, o encontro também promoveu o contato com a prática, aproximando os estudantes de profissionais experientes”.

“A atividade propiciou reflexão perante um dos componentes mais importantes dentro da gestão empresarial: os custos. O tema foi abordado com propriedade e exemplos práticos pelos palestrantes, que enfatizaram as ferramentas na redução estratégica de custos e, em especial, os desperdícios que ocorrem nos processos produtivos” completou o coordenador do curso, professor Clóvis Uliana.

A abertura foi abrilhantada pela apresentação artística dos alunos Karina Biazio Tinti, do 2º ano do curso, e Estevão Dalto, do 3º ano de Administração. A dupla animou a plateia cantando músicas sertanejas. Sorteio de brindes colaborou na animação dos estudantes.

Publicada em: 23/10/2014 às 17:00

Umuarama: ‘Unipar Aberta’ recebe mais de quatro mil estudantes da região

Todos puderam conhecer laboratórios, clínicas e outros ambientes especiais de estudos da Instituição

Estudante de Odontologia faz demonstração: espaço chamou bastante atenção

Estudante de Odontologia faz demonstração: espaço chamou bastante atenção

Conforme previsto, a ação extensionista ‘Unipar Aberta’ foi um sucesso. O tempo colaborou e o evento contabilizou 4.160 visitantes de Umuarama e região, que, em tour pelo Câmpus-Sede, puderam conhecer a estrutura e diferenciais dos 23 cursos oferecidos pela Universidade Paranaense.

Promovido pela Diretoria de Cultura e Divulgação, via Departamento de Comunicação Social Universitária, e em parceria com a Direção Geral e as coordenadorias dos cursos de graduação, o evento foi realizado nesta quarta-feira, 22, durante todo o dia e à noite.

Clínicas, laboratórios, ambientes de estudos e de aulas práticas e salas decoradas atraíram os olhares atentos dos visitantes, que aprenderam sobre as principais características de cada profissão e tiraram dúvidas.

A abertura oficial do evento aconteceu no Pátio das Colunas, no Câmpus-Sede, com participação da chefe da DCSU, professora Terezinha Aguiar, do diretor do Câmpus-Sede, professor Nilvio Ourives dos Santos, e do diretor do NRE (Núcleo Regional da Educação), professor Adalberto Rigobello.

“A campanha do vestibular está em ritmo intenso e este evento torna-se uma ótima oportunidade para apresentarmos nossos projetos, abrindo as portas para que os estudantes da região conheçam nossa infraestrutura e a qualidade de cada curso ofertado pela Unipar”, destacou o diretor.

Rigobello também se pronunciou. Elogiando o empenho da Unipar na realização de um evento tão oportuno, neste momento, para discutir profissões e mercado de trabalho, enfatizou que o NRE apoia porque também faz parte da missão do órgão colocar os estudantes do ensino fundamental e médio em contato com estes assuntos. “Temos obrigação de apoiar um evento como este; nossos jovens precisam dessa atenção”, sentenciou.

À frente dos trabalhos, Terezinha Aguiar disse estar satisfeita com os resultados. “Todas as expectativas foram alcançadas. As equipes trabalharam unidas, desde o início até o encerramento. Foram horas dedicadas a uma boa causa: esclarecer as dúvidas e ajudar os estudantes a satisfazer suas curiosidades sobre como funciona um curso superior e uma universidade”. Ela comemora o expressivo número de visitantes: “Conseguimos um número maior que a edição do ano passado. Isso é bom, porque nos leva a crer que o empenho, o esforço que imprimimos na organização do evento foi recompensado”. E divide o mérito com os professores e acadêmicos: “Todos trabalharam com muita boa-vontade e, por isso, mais uma vez provamos que a união é imprescindível para alcançarmos nossas metas”.

Publicada em: 23/10/2014 às 14:48

Guaíra: Professores e estudantes participam do Encontro Luso-Brasileiro de Bioética

Grupo apresentou três trabalhos; realizado em Curitiba, evento focou bioética e diversidade

Professores Tereza Rodrigues Vieira, Irajá Nogueira e Claudinéia Miranda (ao centro) com estudantes

Professores Tereza Rodrigues Vieira, Irajá Nogueira e Claudinéia Miranda (ao centro) com estudantes

Recentemente, em Curitiba/PR, aconteceu na Associação Médica do Paraná o 8º Encontro Luso-Brasileiro de Bioética. Com o tema ‘Bioética e Diversidade’, contou a participação de profissionais da área de Direito, estudantes e professores de diversas partes do Brasil. O evento foi organizado pela Sociedade Brasileira de Bioética/Regional do Paraná, em parceria com o CFM (Conselho Federal de Medicina) e a Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz).

Sempre presente em eventos que agregam conhecimento e experiência ao seu corpo docente e discente, a Universidade Paranaense – Unipar marcou presença e foi representada pelos professores Tereza Rodrigues Vieira, Irajá Nogueira (Umuarama) e Claudinéia Miranda (coordenadora do curso em Guaíra), além dos estudantes Andressa Correia, Tânia Arnecke, Matheus Richter e Nathalia Pessini Cossi (Guaíra).

Na ocasião, a pesquisadora Tereza Rodrigues Vieira e docente do mestrado em Direito e Cidadania apresentou os estudos científicos ‘Diversidade Animal: reflexões bioéticas e sua proteção juridico’ e ‘Diversidade sexual, bioética e a conquista de direitos das minorias sexuais no Brasil’, realizados em co-autoria com o ex-aluno e mestre Camilo Henrique da Silva e a colega Claudinéia Miranda. Segundo a pesquisadora, que também coordenou uma sala de apresentações, os temas foram bastante elogiados pelos participantes.

Outra pesquisa que também recebeu crítica positiva do público e ganhou prêmio na categoria Melhor Poster foi ‘O direito sucessório na reprodução assistida homologa post mortem’, de autoria das professoras Tereza Rodrigues Vieira e Claudinéia Miranda e a aluna Tânia Arnecke. O prêmio dá direito de isenção do pagamento da inscrição do trabalho para o Congresso Brasileiro de Bioética, que será realizado ano que vem em Natal/RN.

Para a participação no evento, os professores contaram com auxilio do PICD (Programa Institucional de Capacitação Docente) da Unipar.

Publicada em: 23/10/2014 às 10:07

Umuarama: Ricardo Trajano ministra curso para professores de Estética e Cosmética

O tema foi laserterapia para a estética e o objetivo, promover atualização de conhecimentos

Participantes e o palestrante Ricardo Trajano

Participantes e o palestrante Ricardo Trajano

Para discutir a abrangência das novas tecnologias e as inovações do mercado, professores do curso de Estética e Cosmética da Universidade Paranaense – Unipar, Câmpus-Sede, participaram de curso sobre laserterapia para a estética.

Ministrado pelo professor Ricardo Trajano, de São Paulo, o objetivo foi demonstrar técnicas de utilização do laser, cada vez mais difundidas no setor.

Ele lembrou que o laser tem aplicabilidade em diversos protocolos estéticos faciais, corporais e capilares; também está sendo bastante requisitado em terapias complementares.

“As técnicas com laser vêm se mostrando eficiente com poucas sessões, dependendo do distúrbio em questão”, ressaltou o renomado especialista na tecnologia laser.

A professora Elizabeti Massambani, que colaborou na organização do evento, diz que é muito importante essa imersão nos assuntos relacionados a estas novas tecnologias: “É fundamental mantermos os professores atualizados para repassar os conhecimentos adquiridos às nossas alunas e, acima de tudo, para desempenharem um ensino de qualidade”.