Publicada em: 14/10/2014 às 17:00

Umuarama: Unipar vai ao Encontro Paranaense de Psicologia Escolar e Educacional

Em Foz do Iguaçu, a Instituição foi representada pela professora Maria Adelaide Pessini e acadêmicas do curso de Psicologia

Professora Maria Adelaide e suas alunas, Silvana Paisca, do quinto ano, e Eliane Galhiari, do terceiro ano

Professora Maria Adelaide e suas alunas, Silvana Paisca, do quinto ano, e Eliane Galhiari, do terceiro ano

A Universidade Paranaense – Unipar marcou presença no ‘5º Encontro Paranaense de Psicologia Escolar e Educacional – Psicologia e educação básica: desafios e proposições’, em Foz do Iguaçu. A Instituição foi representada pela professora Maria Adelaide Pessini e as acadêmicas Silvana Paisca e Eliani Galhiari, do curso de Psicologia.

O evento foi promovido pela ABRAPEE (Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional do Paraná), em parceria com a UEM (Universidade Estadual de Maringá) e UNIOESTE (Universidade do Oeste do Paraná / Câmpus Foz do Iguaçu).

O evento ofereceu várias palestras com profissionais renomados na área. “O evento foi de grande relevância para os profissionais que atuam no campo da Psicologia Escolar e Educacional em todos os níveis do ensino, no entanto a ênfase foi dada à educação básica. A conferência de abertura levou os participantes a uma ampla reflexão sobre os rumos da escola pública; desde as suas origens, pudemos também compreender a ‘escola hoje’ no seu papel, quem é o professor, quem é aluno”, conta a professora.

Mesas-redondas e minicursos também fizeram parte das atividades. Temas pertinentes aos desafios e contribuições da Psicologia para a educação básica, violência na escola e a problematização e reflexão acerca da medicalização na educação foram alguns entre os abordados nas mesas-redondas.

Já os minicursos, segundo a professora, propuseram a contribuição da Psicologia na educação básica, mais especificamente na educação especial, aos alunos que apresentam necessidades educativas especiais, a orientação profissional. Ainda nessa modalidade, houve debates e reflexões sobre atuação do psicólogo nas políticas sociais e processos educativos e contribuições da psicologia histórico-cultural.

Para a participação no evento, a professora contou com o auxílio do PICD (Programa Institucional de Capacitação Docente) da Unipar.

Publicada em: 14/10/2014 às 16:00

Umuarama: Estudantes da Educação a Distância participam de encontro

Evento sanou dúvidas sobre o AVA, Ambiente Virtual de Aprendizagem

Dayanne Moreira, responsável técnica e tutora presencial do EAD

Dayanne Moreira, responsável técnica e tutora presencial do EAD

Com objetivo de sanar dúvidas para melhor aproveitamento do estudante quanto à plataforma de ensino e conteúdos de aprendizagem, a Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Umuarama, promoveu um encontro com os novos acadêmicos do Módulo 54 da EAD – Educação a Distância da Instituição.

Gestores e técnicos apresentaram e explicaram as funcionalidades do AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem, utilizado pelos acadêmicos que participam do modelo de graduação a distância.

“Os alunos se mostraram bastante interessados, ainda mais por não conhecerem a plataforma. Muitos tiraram dúvidas e até fizeram observações inteligentes sobre o AVA”, comenta Dayanne Moreira, responsável técnica e tutora presencial do EAD.

Segundo ela, o método é inovador: “Até aqueles que não puderam vir ao encontro se interessaram e quiseram agendar atendimento, para entenderem melhor sobre nosso método de ensino via ambiente virtual”.

Publicada em: 14/10/2014 às 15:00

Toledo: Câmpus sedia congresso de grêmios estudantis do Núcleo de Educação

Cerca de 80 escolas participaram; palestras e mesas-redondas fizeram parte das atividades

Pedagogos, direção e cerca de 450 estudantes participaram

Pedagogos, direção e cerca de 450 estudantes participaram

Sempre abrindo as portas para quem busca conhecimento e socialização, a Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Toledo, sediou o Congresso dos Grêmios Estudantis promovido pelo NRE (Núcleo Regional de Educação de Toledo).

O evento foi coordenado pelo chefe do NRE, professor Léo Inácio Anschau e prestigiado pelo Juiz da Vara da Infância e Juventude da Comarca Toledo, Rodrigo Rodrigues Dias, pelo diretor da Unipar, professor Roberto Niero, e pelo secretário da Infância e Adolescência do Paraná, Edson Lauer.

Contando com cerca de 80 escolas participantes, 450 alunos da rede pública e privada puderam participar de palestras e mesas-redondas, sendo representados por professores, equipe pedagógica e direção. A conscientização da importância dos jovens na participação do processo educacional foi foco das discussões.

Outro ponto de debate foi sobre os direitos e deveres das entidades de ensino, as quais devem zelar pelo comprometimento e educação aos estudantes.

“O Grêmio Estudantil é uma organização que representa os interesses dos estudantes dentro da escola, ou seja, é um espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos; a intenção é promover palestras, gincanas, campeonatos e projetos de discussões, onde sejam debatidos todos esses pontos”, enfatizou Anschau.

“Atitudes como essa deveriam ser mais frequentes, pois a educação é a principal solução de nossos problemas”, complementou Niero, elogiando o trabalho dos organizadores.

Publicada em: 14/10/2014 às 14:00

Umuarama: Em Serra dos Dourados, ação de Estética alerta sobre câncer de pele

Palestra sobre tipos de protetor solar reuniu alunos da 9ª série do Colégio Lourenço Filho

Professora Elizabeti em palestra

Professora Elizabeti em palestra

Proteção solar, envelhecimento precoce e câncer de pele foram os temas apresentados na palestra proferida pela professora Elizabeti de Matos Massambani, do Curso de Estética e Cosmética da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade Umuarama.

Dirigida aos 25 alunos da 9ª série do Colégio Lourenço Filho, de Serra dos Dourados, o evento fez parte do leque de ação social que o curso desenvolve em escolas da região.

O objetivo da palestra é levar conhecimento sobre os tipos de protetor solar e esclarecer como escolher o melhor para cada tipo de pele.

Acima de tudo, a proposta é alertar para a importância da sua aplicação para a prevenção de câncer e outros distúrbios futuros que podem ocorrer na pele, caso esse cuidado não seja tomado.

“O excesso de sol pode causar queimaduras, ressecamento, vermelhidão, envelhecimento precoce e até mesmo o câncer de pele”, enfatizou a professora, satisfeita com os resultados da palestra.

Publicada em: 14/10/2014 às 10:57

Paranavaí: Arquitetos do Conselho de Arquitetura e Urbanismo ministram palestra

Aníbal Verri Filho e Manoel de Oliveira abordaram o papel do CAU e sua importância para a classe e a sociedade

Arquiteto Aníbal Verri em palestra

Arquiteto Aníbal Verri em palestra

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Paranavaí, com o apoio da Associação Profissional dos Engenheiros e Arquitetos de Paranavaí (APEAP), promoveu palestra sobre o papel do Conselho de Arquitetura e Urbanismo/Regional Paraná (CAU/PR). A palestra permitiu a proximidade da entidade com os estudantes e a motivação para os jovens lutarem pela valorização da profissão.

Ministrada pelos arquitetos Aníbal Verri Filho e Manoel de Oliveira, a palestra focou o papel do CAU/PR, sua estrutura e sua importância para a sociedade e para a classe. A dupla de arquitetos também falou sobre Código de Ética, tabela de honorários e o censo de arquitetos.

“O Código de Ética que regulamenta os artigos 17 a 23 da Lei 12.378/2010, em consonância com seus artigos 24 e 28, está estruturado em princípios, regras e recomendações. O código contempla as obrigações gerais, obrigações para com o interesse público, obrigações para com o contratante, com as profissões, com os colegas de profissão e com o CAU”, enfatizou Aníbal Verri.

Em relação à Tabela de Honorários de Serviços, Manoel de Oliveira ressaltou que seu objetivo é resgatar o valor do trabalho do arquiteto: “Ela esclarece para a sociedade a complexidade das atividades envolvidas na elaboração e execução de um projeto”.

Para a coordenadora do curso, professora Ariela Barbosa, o evento atingiu seus objetivos: “A palestra propiciou a troca de experiências e ideias entre profissionais, estudantes e professores. Além, é claro, do esclarecimento e incentivo para os estudantes buscarem o conhecimento e a qualificação profissional”.