Publicada em: 11/11/2014 às 15:00

Estudantes de Educação Física doam mais de mil brinquedos para crianças de creches

Balanço do ano está sendo bastante comemorado; parte dessa quantia foi entregue no bairro São Cristóvão com grande festa

Crianças se divertem nos brinquedos do projeto extensionista ‘Espaço de Lazer’

Crianças se divertem nos brinquedos do projeto extensionista ‘Espaço de Lazer’

Estudantes do curso de Educação Física da Universidade Paranaense mais uma vez praticaram um gesto de solidariedade e carinho, cumprindo com o papel de responsabilidade social. Recentemente, a turma do 1º ano doou cerca de mil brinquedos para crianças de bairros e entidades assistenciais. Parte dos brinquedos foi entregue para as crianças carentes do São Cristovão, durante uma grande festa realizada na praça do bairro.

Organizado pelo comerciante do bairro, Fernando Dias, pelo terceiro ano consectivo, o evento contou também com apoio de outros parceiros. Além da doação, os futuros educadores também divertiram as crianças com os brinquedos do projeto extensionista ‘Espaço de Lazer’. Os pais aproveitaram e brincaram com os pequenos. Teve ainda pipoca e algodão doce.

Os brinquedos foram arrecadados durante a gincana realizada na disciplina ‘Recreação e Lazer’. “Enquanto docente temos o dever de estimular nossos alunos para o exercício da cidadania, fazendo com que eles tenham conscientização da importância em ajudar o próximo”, ressalta a coordenadora do curso, professora Silvia Sarto.

“Muito obrigado a todos os parceiros pelo apoio, em especial aos estudantes da Unipar, que não mediram esforços para trazer alegria e carinho às nossas crianças”, agredece Fernando Dias.

Uma campanha promovida pelo PIAE (Programa Institucional de Atenção ao Estudante) também arrecadou mais de 100 brinquedos entre estudantes de outros cursos da Unipar. Os donativos foram repassados para as crianças da creche Cecilia Meireles, do conjunto Primeiro de Maio. O diretor da Unidade-Sede, professor Nilvio Ourives dos Santos, e a funcionária do PIAE, Roseli Antunes, fizeram a entrega às representantes da entidade. As ações sociais comemoraram o Dia das Crianças, festejada em 12 de outubro.

Publicada em: 11/11/2014 às 14:00

Guaíra: Câmpus promove com sucesso 3º Congresso Internacional de Graduação

Programação contou com palestras, oficinas, apresentação cultural e mostra de trabalhos acadêmicos

‘Bonecos’ representando as profissões deram um toque de descontração ao Congresso

‘Bonecos’ representando as profissões deram um toque de descontração ao Congresso

Com o objetivo de instigar a reflexão sobre a importância do ensino superior, a Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Guaíra, promoveu com grande sucesso o 3º Congresso Internacional de Graduação. O evento reuniu estudantes de todos os cursos da Unidade.

Foram três noites voltadas à troca de conhecimentos e a integração das turmas.

A primeira noite foi aberta com apresentações culturais. Depois, o pedagogo Hani Zehdi Amine Awad, de Cascavel, mexeu literalmente com a plateia ministrando a palestra ‘A motivação como fonte geradora das grandes descobertas’.

Na segunda noite, os acadêmicos participaram de diversas oficinas, que pautaram a educação dentro de instituições de ensino.

Exposição e apresentação de trabalhos acadêmicos, que comtemplaram todas as áreas de conhecimento que abrangem os cursos da Unidade de Guaíra, foram os eventos da terceira noite.

A diretora da Unidade, professora Sandra Takahashi, prestigiou o evento. Ela elogiou a qualidade dos trabalhos apresentados.

Publicada em: 11/11/2014 às 10:40

Francisco Beltrão: Professor de História fala sobre o Cemesp na Câmara de Vereadores

Odair Geller, coordenador do curso, estacou a importância do Centro de Memória do Sudoeste do Paraná, inaugurado pela Unipar com o objetivo resguardar documentos históricos da região

Professor Odair com os vereadores de Francisco Beltrão

Professor Odair com os vereadores de Francisco Beltrão

O coordenador do curso de História da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Francisco Beltrão, professor Odair Geller, proferiu palestra na Câmara de Vereadores sobre o Centro de Memória do Sudoeste do Paraná (Cemesp), inaugurado pela Unipar recentemente. O convite foi feito pelo vereador Cleber Fontana (PSDB).

Ele informou que o objetivo do Centro é coletar, organizar, catalogar e disponibilizar as mais variadas fontes históricas da região, possibilitando a pesquisa e a divulgação da história e memória do Sudoeste.

Estudantes, pesquisadores e a comunidade têm acesso às informações para desenvolver seus estudos e conhecer melhor a história da região. A primeira exposição realizada teve exemplares históricos do Jornal de Beltrão, que está comemorando 25 anos.

Odair afirma que haverá uma equipe de professores e acadêmicos preparados para fazer todo o trabalho de tratamento químico, catalogação e digitalização de documentos históricos da região Sudoeste.

Publicada em: 10/11/2014 às 16:03

Cianorte: Desfile instiga reflexão sobre lixo, máquinas e escassez da água

‘O Futuro já começou’ foi o tema do trabalho apresentado pela turma do 1º ano de Design de Moda

O desfile abriu o ‘Unipar Fashion Days’

O desfile abriu o ‘Unipar Fashion Days’

Estudantes do 1º ano do curso de Design de Moda da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Cianorte, arrasam em criatividade e em consciência crítica no desfile ‘The future is now’. “Os alunos se superaram e mais um ano apresentaram um resultado lindo e excelente”, comemora o coordenador do projeto, professor Marcos José Alves de Lima.

Ele conta que no desfile ‘O Futuro já começou’, que abriu o ‘Unipar Fashion Days’, a turma foi desafiada a expandir sua imaginação sobre futuro, em um ensaio considerando o potencial criativo e destrutivo da humanidade, ou seja, partir de uma visão utópica onde o futuro será incrivelmente bom por conta de toda tecnologia ou evolução da raça humana.

Por outro lado, também tiveram que imaginar o lado destrutivo e distópico, como a vida poderá se tornar insustentável em um planeta soterrado por lixo, as máquinas dominando sobre o homem, a escassez dos recursos como água, entre outras questões emergentes.

“Eles souberam alinhavar muito bem essa contradição de valores; com o desafio em mãos, os acadêmicos lançaram-se a desenhar suas criações e buscar soluções de design para construir a roupa que mostraria na passarela o conceito imaginado por eles”, elogia, lembrando que tiveram, eles mesmos, que resolver como seria a produção de moda para o desfile, o cabelo, a maquiagem, os sapatos e acessórios.

“Com essas incumbências todas, o desafio é maior, mas a aprendizagem também”, observa o professor.

Aberto desde 2002, o curso Design de Moda da Unipar tem tradição na formação de profissionais que colabora para manter a indústria do vestuário da região em pleno funcionamento.

Recentemente o curso foi reformulado, para adequar os conhecimentos necessários à aprendizagem do acadêmico e colocá-lo mais preparado diante das novas realidades educacionais e do mercado.

As mudanças já podem ser sentidas na turma do 1º ano, que é confrontada mais cedo com conteúdos que teria apenas no 2º ou 3º ano.

“Prova disso foi o excelente trabalho apresentado nesse desfile, que combinou as disciplinas de pesquisa de moda, introdução ao desenho de moda, modelagem básica e tecnologia da costura”, avalia o professor, que há anos está à frente do projeto ‘Unipar Fashion Days’, realizado anualmente. São três noites reservadas a desfiles, que atraem bom público: lideranças políticas, empresários e outros profissionais apreciadores de moda, além dos estudantes do Câmpus.

Publicada em: 10/11/2014 às 15:00

Paranavaí: ‘Noite de Talentos’ explora criatividade de acadêmicos

Teatro, canto e dança animou a plateia, que lotou o auditório do Câmpus; evento lembrou os vinte anos da Universidade Paranaense em Paranavaí

Os acadêmicos Carlos Renato Vieira e Israel Lourenço abriram a Noite Cultural

Os acadêmicos Carlos Renato Vieira e Israel Lourenço abriram a Noite Cultural

Despertar o lado artístico do acadêmico foi o objetivo da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Paranavaí, na promoção ‘Noite de Talentos’, organizada pelo PIAE (Programa Institucional de Atenção ao Estudante) em parceria com a equipe da Direção Geral do Câmpus.

Teatro, música e dança uniram diversos acadêmicos com um único propósito: levar arte à comunidade, que tem sido um instrumento referencial na educação.

O evento, aberto pela coordenadora setorial do PIAE, Cristiane de Mello, contou com uma apresentação videográfica de 20 anos da Instituição, além de uma apresentação musical dos acadêmicos de Administração, Carlos Renato Vieira e Israel Lourenço, cantando a música ‘Arrais’.

Para Cristiane, o bom envolvimento, criatividade e descontração para o evento foi fundamental: “Não temos profissionais, mas sim acadêmicos com vontade de levar a arte, quer na dança, na música ou no teatro. E o melhor é que tudo isso é recebido de braços abertos pela comunidade”.

O Grupo Uniteatral do PIBIA (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Artística), com os alunos Ederson dos Santos e Gabriel de Souza, do curso de Sistemas de Informação, Carla Mazzin e Anara Ciscoto, do curso de Direito, apresentaram a peça teatral ‘Restaurante Asiático’.

As acadêmicas Geiziele Bandacheski Rosa e Giovanna de Oliveira, de Arquitetura e Urbanismo, e Tatiane Zanoni, de Engenharia Civil, também do PIBIA, prepararam duas coreografias e apresentaram.

Os alunos Bruno Alécio, Marjorie Teixeira e Núbia Rafaela, do curso de Direito, e Alessandra Almeida, de Arquitetura e Urbanismo, cantaram e encantaram com músicas nacionais e internacionais.

Também na modalidade música, o evento contou com a participação dos acadêmicos Bruno Alécio e Adriane Aguetoni, de Arquitetura e Urbanismo, e Bianca Pereira de Souza, de Estética e Cosmética, que levaram ao público muita animação e descontração.

Para encerrar a noite, o acadêmico Renan Reis, do curso de Direito, agitou com sua banda ‘Tributo pop Rock’. A noite contou ainda com o talento do acadêmico Gabriel Guimarães, de Engenharia Civil, que foi o apresentador do evento.

Para ele, “esses eventos culturais são muito importantes, pois oferecem uma oportunidade de realização em palco para nós estudantes. O aprendizado não se restringe à sala de aula, pois aprendemos com os outros em todos os momentos. As apresentações alegraram o público e todos gostaram, o que é ainda mais importante”.