UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 

0800 601 4031

NOTÍCIA

AMA: Atletas do handebol em cadeira de rodas e atletismo adaptado vão ao Parajaps

Publicado em: 02/07/2019 às 16:00

Equipe de atletismo voltou para casa com três medalhas de prata

Atletas Robson Apolinário e Juliano Gonçalves conquistam medalhas no atletismo adaptado
Juliano Gonçalves recebe medalha de prata pela prova de arremesso de peso
Robson Apolinário conquista duas medalhas: lançamento de dardo e arremesso de peso
Equipes de handebol e atletismo da Unipar, acadêmicos, professora Ellen Rodrigues e o lutador de MMA, Wanderlei Silva
Equipe de handebol do projeto AMA da Unipar com atletas de Marechal Cândido Rondon
Professora Ellen Rodrigues (ao centro) com atletas e acadêmicos na pista de atletismo

Atletas do projeto de extensão AMA (Atividades Motoras Adaptadas), do curso de Educação Física da Universidade Paranaense, Unidade de Cianorte, participaram da 8ª edição dos Parajaps - Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná, realizado na cidade de Londrina, entre os dias 19 e 23 de junho.

As equipes da Unipar competiram nas modalidades de handebol em cadeira de rodas e atletismo adaptado, voltando para casa com três medalhas de prata do atletismo, duas delas conquistadas pelo atleta Robson Apolinário nas provas de lançamento de dardo e arremesso de peso. “Foi minha primeira participação no atletismo. E ter conquistado o segundo lugar é motivo de muito orgulho. Agora vou me dedicar ainda mais aos treinos para melhorar os resultados”, conta animado o atleta. A outra medalha foi trazida pelo colega Juliano Gonçalves.

O acadêmico do curso de Educação Física, Luan Fernandes, que participa do projeto AMA, diz que é uma honra vivenciar essa experiência: “Na convivência com os atletas, além de colocarmos em prática nosso conhecimento, nos divertimos muito. E a união que temos com eles, aliada ao apoio dos professores, nos deixam seguros para trabalhar na Educação Física Adaptada e ficar aptos para o mercado de trabalho”.

A professora Ellen Rodrigues, coordenadora do curso e técnica das equipes, comemorou os resultados. “Mais uma vez atingimos nosso objetivo de promover a inclusão social por meio do esporte, além de oportunizar experiência aos acadêmicos envolvidos”.

Redes sociais>