UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

NOTÍCIA

Umuarama: Projeto do Feliz Idade promove acesso do idoso à informática

Publicado em: 30/04/2012 às 17:18

Navegar na internet, digitar texto e enviar e-mail são algumas das funções ensinadas por estudantes de Sistemas de Informação

Maria Helena, de 68 anos, participa do projeto há dois anos
Estudante Heverton Coneglian orienta a dona Leila de Paula
As atividades envolvem em torno de trinta estudantes do curso
Professor Leandro Clementino, à esquerda, supervisiona as atividades

Com o avanço da tecnologia estamos cada vez mais dependentes dos equipamentos eletrônicos. E nesse mundo globalizado, a informática é uma ferramenta presente no cotidiano das pessoas, de todas as idades, é bom destacar. Cada vez mais interessadas em se comunicar, as da terceira idade não perdem tempo e ajudam a aumentar os índices de utilização das redes sociais.

O acesso do idoso à era digital possibilita a manutenção do seu papel social e o exercício da cidadania e autonomia, mantendo sua mente ativa e a autoestima elevada. Consciente disso, o curso de Sistemas de Informação da Universidade Paranaense – Unipar desenvolve, há cinco anos, o projeto ‘Terapia Digital na Terceira Idade’.

As atividades são realizadas no laboratório de informática do Câmpus-Sede, onde estudantes do curso atuam como monitores e ensinam idosos a manusear o computador. Durante as aulas, realizadas às quartas-feiras à tarde, eles aprendem funções básicas de informática, como acessar a internet, digitar texto, enviar e-mail e navegar nas redes sociais.

“Nesse projeto estamos cumprindo um papel social importante, aproximando os idosos das novas tecnologias e oportunizando atividades tanto para a diversão, quanto para a informação. Com isso, contribuímos com a inclusão digital, pois a maioria dos participantes das aulas nunca teve contato com um computador”, afirma o coordenador do curso, professor Elyssandro Piffer.

Há dois anos participando, Dona Maria Helena, de 68 anos, diz que, como o próprio nome sugere, o projeto é uma verdadeira terapia. “Para não ficar em casa sem ter o que fazer, resolvi participar para exercitar e distrair minha mente. Já aprendi a entrar nos programas, mandar e-mail, conversar com os amigos no bate-papo; estou adorando!”.

Dona Leila de Paula, também com 68 anos, entrou nesta semana no projeto. “Sempre tive vontade de aprender. Minhas amigas sabem entrar na internet, tirar receitas, ler as notícias. Então, decidi participar, também”, conta.

Supervisionados pelo professor Leandro Clementino de Lima, os trabalhos envolvem em torno de 30 estudantes. Heverton Coneglian está no 3º ano e, além de estagiar no laboratório de prática jurídica da Unipar, é voluntário no projeto. “É muito gratificante poder ensinar algo útil. Muitos que chegam aqui nunca tiveram acesso à informática, mas o curioso é que aprendem com facilidade”, diz, acrescentando que para quem deseja seguir carreira na docência, essa experiência é ótima. “O projeto nos oportuniza a exercitar também as técnicas de ensino”.

Durante as atividades, o projeto recebeu a visita do diretor da Unidade, professor Nilvio Ourives dos Santos, que destacou a importância da ação social. “Estamos acompanhando os trabalhos de todos os projetos de extensão. E esse é mais um que tem o intuito de promover a qualidade de vida dos idosos, onde eles têm a oportunidade de conhecer o mundo da informática”.

**Inscrições continuam ** O projeto ‘Terapia Digital na Terceira Idade’, que faz parte do programa Feliz Idade da Unipar, ainda tem vagas. Os idosos interessados em participar podem se dirigir ao laboratório de informática do Câmpus-Sede, na quarta-feira, das 14 às 16 horas, para se inscrever. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3621–2828 – ramal 1357.

Redes sociais>

Horário de Atendimento

Seg. à sex. das 15h às 21:20h
Sáb. das 08h30 às 12h50
Ou ligue: 0800 601 4031