UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

NOTÍCIA

Umuarama: Projeto de hidroginástica na Unipar reúne 120 idosos

Publicado em: 30/03/2012 às 17:10

Programação de exercícios é especial e voltada para promover bem-estar físico e socialização

Projeto reúne participantes de 60 a 86 anos
Aulas são realizadas às terças e sextas-feiras
Aulas são realizadas às terças e sextas-feiras
Aulas são realizadas às terças e sextas-feiras
Socialização: Projeto também tem por objetivo proporcionar momentos de diversão
Socialização: Projeto também tem por objetivo proporcionar momentos de diversão
A coordenadora do projeto, professora Nelma Araújo
A estudante Débora Mattesco e integrantes do projeto

Na reduzida lista de atividades físicas recomendadas para pessoas da terceira idade, a hidroginástica se sobressai. Isto porque a água minimiza o impacto dos exercícios. A modalidade é valorizada também porque promove um conjunto de benefícios no organismo, que melhora não só o estado físico do praticante, mas também o mental.

Na Universidade Paranaense – Unipar, onde é oferecida em projeto de extensão universitária pelo curso de Educação Física, reúne 120 idosos, de Umuarama e cidades vizinhas, com idades que variam de 60 a 86 anos. As aulas acontecem duas vezes por semana, às terças e sextas-feiras.

A coordenadora do projeto, professora Nelma Araújo, diz que a programação de exercícios é especialmente preparada para fazer todos se movimentarem sem dificuldade e sem risco. “Todos valorizam muito esta oportunidade oferecida pela Unipar; dificilmente faltam às aulas, porque a maioria vem com problema de saúde e melhora rapidamente. Isto significa que percebem os benefícios”.

Setuko Sasaki, 69 anos, confirma. “Pode estar chovendo, que eu venho, e venho sempre animada, porque me sinto bem melhor depois das aulas”. O mesmo diz Maria Josefa Salocou, 79 anos, que sofria com problema de circulação: “Eu tinha uma queimação nos braços, nas pernas, tinha câimbra... depois que entrei no projeto, acabou tudo; a hidroginástica dá ânimo, a gente se movimenta melhor”.

Outra que reconhece o bem-estar proporcionado pelos exercícios na água é Tereza Brambila, 75 anos. “Tinha dores fortes num joelho... não conseguia dobrá-lo; melhorei completamente, agora estou andando bem”. Já Marilza Quintino, 66 anos, entrou no projeto para manter a saúde em dia: “Acabei de me aposentar e para não ficar sedentária entrei no projeto. Os exercícios me deixa mais alegre e mais leve. Estou adorando!”

Entre os poucos homens que participam (eles não ocupam nem 5% das vagas) está Aury Vargas, 75 anos. “Os homens não vêm por falta de empenho, de vontade”, entregou. Mas admite que foi a insistência da mulher, que também faz parte do projeto, que o levou a aderir: “Sinto que minha resistência aumentou, por isso venho sempre com muito interesse”.

As aulas, que acontecem na piscina coberta e térmica do Campus III, são ministradas por estudantes de Educação Física. Entre os 15 escalados está Débora Mattesco, que optou pelo estágio porque acredita que a hidroginástica para a terceira idade é uma área promissora da Educação Física.

“Além de praticar as teorias aprendidas em sala de aula, o projeto nos dá a oportunidade de nos relacionar com pessoas especiais, nos ensina a lidar com as diferenças e favorece uma troca de carinho e respeito. Vejo isso como um estímulo a mais para minha formação”.

Flexibilidade e sociabilidade Para a professora Nelma Araújo, o alívio às dores geralmente é o benefício mais citado pelos praticantes. Mas a lista é bem maior. Ela lembra que a hidroginástica melhora o condicionamento físico de modo geral: fortalece os músculos, aumenta a resistência cardiorrespiratória, amplia a mobilidade das articulações, trabalha flexibilidade do corpo (melhorando o domínio corporal, o que leva o idoso a ter maior segurança no dia a dia) e alivia as tensões. “Outro benefício importantíssimo é o convívio social que o projeto proporciona”, destaca a professora. “As aulas se tornam um encontro prazeroso, onde os idosos conversam, riem; isso os ajuda a melhorar também a autoconfiança, a autoestima”.

O projeto faz parte do programa ‘Feliz Idade’ da Unipar, que oferece várias outras atividades recreativas, educativas e culturais para pessoas com mais de sessenta anos. O objetivo é enfatizar que idoso ativo vive melhor.

Redes sociais>

Horário de Atendimento

Seg. à sex. das 8h às 20h
Sab. das 8h às 12h