UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

NOTÍCIA

Cascavel: ‘Profissional de hoje’ é tema de treinamento

Publicado em: 26/10/2011 às 17:00

Aos colaboradores da Unipar, professor Antônio Putini falou sobre diferencial do bom atendimento

Professor Putini fala para grupo de funcionários
Em nome do Câmpus, professora Débora Venturin entrega mimo ao palestrante
A diretora do Campus abriu evento sobre o ‘Profissional de hoje’

Assim como os estudantes, colaboradores da Universidade Paranaense – Unipar estão em constante aprendizado. No último treinamento, destinado aos funcionários dos setores de serviços gerais, manutenção, mecanografia e audiovisual, o professor Antônio Putini abordou o tema ‘Profissional de hoje’. A diretora do Campus, professora Débora Venturin prestigiou.

O docente apontou que uma boa empresa deve melhorar na seleção, incentivar aos estudos, treinar o funcionário, dar condições de crescimento e fazer com que o trabalho seja visto como um desafio.

“Atendimento é tudo; sorrir não basta”, pontuou, aconselhando viver bem o presente, refletir sobre as tarefas diárias, ter um diferencial, ser criativo e trabalhar com gosto. Para os chefes de setores, incentivou estar sempre em contato com o auxiliar, perguntar se precisa de ajuda e tecer elogios.

“Para as coisas mudarem, você tem que mudar; para as coisas melhorarem, você tem que melhorar; seja o que for que estiver fazendo, você deve acreditar que pode fazê-lo”, desafiou. O respeitado profissional frisou como qualidades imprescindíveis: conhecimento, esforço, compreensão do outro, respeito, honestidade, sorriso e humor.

O retorno é positivo. A funcionária Janilde de Lima disse que foi muito bom, destacando a importância de ser exemplo no trabalho. Francisca dos Santos e Marli Félix assimilaram muito da união, compreensão com o colega e companheirismo. “A atividade levantou o astral e deu ânimo”, disse a colaboradora Margarida Silva, que convidou o professor para palestrar em outros momentos.

O treinamento foi dinâmico e motivador, possibilitando reflexões para a vida: “Aprender é um ato de humildade e sabedoria; a deficiência está na cabeça das pessoas e não na forma física; a vida de um homem se deve pela capacidade de viver intensamente”, enalteceu o docente.

Para finalizar, Putini deixou o pensamento: “Se você tem nove horas para cortar uma árvore, use as primeiras seis horas para amolar o machado (Abraham Lincoln)”. Também motivou com vídeo de um artista plástico que tem atrofia nos braços, a prova de que o empecilho se tornou lição de vida, encontrando forças para superar as dificuldades.

Redes sociais>