UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 

0800 601 4031

NOTÍCIA

Cianorte: Gestão Ambiental leva alunos para aula prática em aterro

Publicado em: 04/07/2011 às 16:10

Turma visitou o local para compreender os métodos de disposição de resíduos sólidos

Estudantes posam em frente ao aterro, durante visita
Visita ao aterro norteou também atividades em sala de aula
Visita ao aterro norteou também atividades em sala de aula

Compreender os métodos de disposição de resíduos sólidos, analisar os sistemas de drenagem de efluentes líquidos e gasosos, obter informações quanto à coleta seletiva de Cianorte. Foi com este objetivo que a turma do 2º ano do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Paranaense – Unipar, Campus Cianorte, visitou recentemente o aterro sanitário para uma aula prática.

Acompanhados dos professores Vivian Cionek e Wilsandrei Cella, responsáveis pelas disciplinas de ‘Saneamento Ambiental’ e ‘Gestão de Resíduos Sólidos e Efluentes Líquidos e Gasosos’, os estudantes puderam observar os principais problemas que não condizem com o gerenciamento adequado, os tipos de lagoas de tratamento, as tecnologias empregadas na edificação do aterro e, ainda, colher dados geológicos e climatológicos do local e dos tipos de resíduos sólidos lá depositados.

A visita ainda norteou atividades em sala de aula. “Eles tiveram aula teórica sobre o assunto, apresentaram seminários sobre resíduos sólidos e um briefing sobre toda atividade a ser desenvolvida no aterro”, explicam os professores.

Para eles, a visita foi muito importante. “Os alunos puderam ver na prática toda a tecnologia de tratamento e disposição final dos resíduos, além de terem a oportunidade de ver o sistema de drenagem de líquidos e captação de gases resultantes do processo de decomposição”, destaca Cella.

A turma pôde também visualizar a quantidade de lixo gerado por uma cidade. “Levamos os alunos a refletir sobre o problema que isto representa para o futuro e de que forma podem, como futuros gestores ambientais, atuar na área, contribuindo para a otimização do processo”, observa Cionek.

A coordenadora do curso, professora Simone de Jesus Dematei Gregio, concorda com os professores. “Estas atividades, ao longo do curso, são essenciais para a carreira profissional do tecnólogo ambiental, uma vez que tudo que aprendem na teoria pode complementar com a prática”.

Redes sociais>