UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

NOTÍCIA

Francisco Beltrão: Projeto Transformar encerra atividades em 2021

Publicado em: 20/12/2021 às 09:00

Projeto deve retornar em 2022 com agenda a partir de 29 de janeiro

Professores, ministrantes do projeto e autoridades no encerramento.

O projeto Transformar, vinculado ao Cejusc – Unipar/Francisco Beltrão, com o apoio do Núcleo Maria da Penha (Numape-SETI/UGF/Unioeste), encerrou suas atividades programadas para o ano de 2021.

As ações desenvolvidas com os autores de violência doméstica têm como objetivo a formação de um espaço de escuta, reflexivo e educativo, a partir das temáticas abordadas por professores e profissionais voluntários. Nesta etapa do projeto foram preparados seis encontros com os homens encaminhados pela Vara Criminal da Comarca de Francisco Beltrão.

No último encontro, Diego Canton, professor e coordenador do Cejusc, abordou algumas técnicas de Comunicação Não-Violenta (CNV). Ao final, com as presenças do juiz de Direito Eduardo Ressetti Pinheiro Marques Vianna, do professor e coordenador do curso de Direito da Unipar, Alexandre Magno Augusto Moreira, da professora e coordenadora do curso de Direito da Unioeste de Francisco Beltrão e do projeto Numape, Andréa Regina de Morais Benedetti, foram entregues os certificados de participação aos presentes.

O encontro contou também com as presenças da professora do curso de Direito da Unipar, Maiara dos Santos Noronha, da assistente de Juiz de Direito, Dangley Alipio, responsáveis pelo desenvolvimento de dois encontros do projeto, e da responsável técnica do curso de Direito, Camila Schulze.

Os demais encontros foram ministrados pelo professor e servidor público Adriano Vottri Belle, e pelo psicólogo e servidor público Júlio Cesar S. M. de Lima, com a participação do professor e servidor público Wilian Amann e do psicológo João Paulo Howeler, com apoio da advogada Luiza Carla Beal e dos psicólogos Chaiane Ferreira de Souza e Guilherme Welter Wendt.

O projeto continuará no próximo ano, a partir de 29 de janeiro. Os coordenadores do projeto agradecem o apoio de Janaina Monique Zanelatto (juíza da Vara Criminal), Eduardo Ressetti Pinheiro Marques Vianna (juiz de Direito), Gabriel Santos Pereira Paquielli (promotor de justiça), grandes incentivadores na execução do projeto.

Redes sociais>