UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

NOTÍCIA

Turmas de Direito participam de curso sobre Métodos Alternativos de Resolução de Conflitos

Publicado em: 14/07/2021 às 13:00

Atividade integra projeto de ensino na graduação; estudantes das sete unidades universitárias participaram virtualmente

Curso on-line de Resolução de Conflitos envolve alunos das sete unidades da Unipar
Curso on-line de Resolução de Conflitos envolve alunos das sete unidades da Unipar
Curso on-line de Resolução de Conflitos envolve alunos das sete unidades da Unipar
Curso on-line de Resolução de Conflitos envolve alunos das sete unidades da Unipar

Na última semana (de 06 a 10 de julho), estudantes dos cursos de Direito da Universidade Paranaense – Unipar assistiram ao curso Métodos Alternativos de Resolução de Conflitos, on-line. Aulas envolveram as Unidades de Toledo, Umuarama, Cascavel, Cianorte, Paranavaí, Francisco Beltrão e Guaíra.

Iniciando os trabalhos, a professora Adriane Haas conduziu análise acerca da jurisdição, arbitragem, mediação e conciliação, tendo auxílio do economista e mediador Luis Felipe Lupatini. A advogada Alice Brocardo de Lima, que também é consteladora familiar e facilitadora de Círculos da Justiça Restaurativa em Porto Alegre/RS, palestrou sobre o Direito Sistêmico.

Também foi convidada a pedagoga Elisandra Nunes Moreira, que é especialista em Direitos da Criança e do Adolescente, facilitadora judicial de Círculos de Construção de Paz e de Práticas Restaurativas, também de Porto Alegre/RS. A temática abordada foi Justiça Restaurativa, seguida por um Círculo Restaurativo.

O acadêmico Gabriel Alan (4º ano), de Toledo, elogiou o curso e a organizadora Adriane Haas, servidora e mediadora judicial do Tribunal de Justiça do Paraná. “Adquiri conhecimentos sobre alternativas que vão além do litígio processual tradicional, com uma visão ampla do mundo jurídico. O objetivo das aulas não era se limitar a um tema linear, mas ampliar noções sobre métodos alternativos”, afirmou.

Segundo o aluno, “a aula de encerramento abriu espaço para que os participantes aprendessem a se desarmar e pudessem apresentar suas perspectivas e sentimentos, demonstrando que, além dos processos judiciais tradicionais, existe uma saída mais saudável para resolver embates”. E complementou: “A figura de um mediador ou conciliador pode auxiliar na resolução de conflitos e amenizar as dores das partes de um processo de forma mais pacífica”.

O coordenador do curso em Toledo, professor Daniel Beal, destaca que o contexto atualizou as abordagens para a resolução de conflitos no judiciário. “Capacitar os futuros profissionais é essencial para que saiam devidamente preparados para os desafios da carreira jurídica que escolherem. A diversidade de opiniões e palestrantes denota o zelo da Instituição em proporcionar a melhor formação jurídica aos seus acadêmicos. Parabéns a todos”, agradeceu.

Redes sociais>