Publicada em: 16/07/2014 às 17:02

Umuarama: Estudante de Publicidade participa da oficina Geração Futura

Promovida pelo Canal Futura no RJ, iniciativa visa aprofundar conhecimentos de produção audiovisual

Priscila Rodrigues Garcia em visita a às instalações do canal de televisão

Priscila Rodrigues Garcia em visita a às instalações do canal de televisão

Mais de trinta estudantes universitários, de diferentes lugares do Brasil, percorreram longas distâncias até chegarem a um destino comum: o Canal Futura, no Rio de Janeiro/RJ. Lá, eles participaram de mais uma edição da ‘Oficina de Vídeo Geração Futura Universidades Parceiras’, voltada a ensinar noções de televisão.

A estudante Priscila Rodrigues Garcia, do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, representou a Universidade Paranaense – Unipar, parceira do Canal Futura. Durante o tempo em que permaneceu no Rio de Janeiro, a futura publicitária participou de workshops, oficinas e palestras, ministradas por profissionais da área e convidados, como os apresentadores Zeca Camargo, da Rede Globo, e Luis Nachbin, do Canal Futura. Um tour pelos pontos turísticos da cidade maravilhosa também fez parte da viagem.

Dicas valiosas sobre práticas de produção em TV foram repassadas aos universitários, como roteiro, conteúdo, criação de programas, jornalismo, produção, edição, fotografia e composição gráfica. “Falar da experiência que passei e não me emocionar é muito difícil; adorei tudo, um aprendizado que levarei para o meu futuro. Pois não foi só um envolvimento acadêmico, mas também profissional e social. Uma oportunidade de aprender com pessoas que sabem muito sobre audiovisual, televisão. Além disso, conheci estudantes de outros estados com os quais mantenho contato”, conta a estudante da Unipar.

A partir de um tema pré-desenvolvido durante a Oficina, que este ano foi ‘Experimentos Científicos’, ao retornar para Umuarama Priscila produziu um vídeo. A produção audiovisual foi sobre a elaboração de um suplemento utilizando extrato da erva-mate, resultado de uma pesquisa realizada pela professora Telma Costa, do curso de Educação Física da Unipar de Toledo.

O resultado deste trabalho pode ser visto neste link clique aqui

O vídeo mais votado da Oficina ganhará uma viagem para Colômbia, onde o vencedor representará o Projeto e sua Universidade num Congresso promovido pela ATEI (Associação de TV Iberoamericanos), também parceira do Canal Futura. O trabalho será veiculado pelo Canal em uma série que exibirá todos os interprogramas. “Conto com apoio de todos para que o meu vídeo seja o vencedor”, anima-se a estudante.

Publicada em: 16/07/2014 às 16:25

Francisco Beltrão: Estudantes doam agasalhos para vítimas de enchentes

Mais de cinco mil peças foram levadas para moradores da cidade de Chopinzinho

Equipe da Unipar ajuda no carregamento das doações

Equipe da Unipar ajuda no carregamento das doações

Durante o ano todo, a Universidade Paranaense desenvolve ações solidárias em prol daqueles que necessitam de uma mão amiga. Essa atitude reflete o engajamento da Instituição em projetos sociais que beneficiam a população, por considerar que as lições humanitárias são tão importantes quanto às técnicas no processo de aprendizagem.

As ações contam com a colaboração de funcionários, professores e estudantes, que não medem esforços para ajudar o próximo. Recentemente, as turmas de todos os cursos da Unipar de Francisco Beltrão ‘arregaçaram as mangas’ e conseguiram arrecadar mais de cinco mil peças de agasalhos. Os donativos foram doados para moradores de Chopinzinho, cidade que foi devastada pelas enchentes das últimas chuvas.

“Nós da Unipar estamos atentos aos anseios da comunidade e procuramos trabalhar, sempre, pela melhoria de sua qualidade de vida, prestando serviços e ajudando a quem precisa”, afirma o diretor da Unidade, professor Claudemir José de Souza.

A entrega foi feita por uma equipe da Unipar aos representantes da Prefeitura daquele município, Ventura Ramos e Jairo Caetano Pinto.

Publicada em: 16/07/2014 às 11:22

Paranavaí: Estudantes de Engenharia Civil desenvolvem mesas de bilhar

Trabalho envolveu estudo dos projetos; peças foram construídas nos formatos elíptico, parabólico e hiperbólico

Atividade aguça criatividade dos grupos

Atividade aguça criatividade dos grupos

Estudantes do curso de Engenharia Civil da Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Paranavaí, participaram de uma aula prática bem diferente, divertida e criativa. Na disciplina de Geometria Analítica e Álgebra Linear, eles foram desafiados a desenvolver os projetos e, depois, construir mesas de bilhar.

As mesas foram construídas no formato elíptico, parabólico e hiperbólico. Divididos em grupos, os alunos começaram o trabalho fazendo uma pesquisa minuciosa para que os cones e as mesas fossem construídos de forma precisa, utilizando cálculos, fórmulas de matemática e gráficos. Depois de pronto os projetos, veio o momento de executá-los.

“É uma disciplina que tem como objetivo fomentar a pesquisa, instigando os alunos a criar, fazer, experimentar, construir e, principalmente, partilhar conhecimentos. E no desenvolvimento das peças, os acertos e erros se conjugam de forma divertida e inspiradora”, explica a professora Michele Barboza, que supervisionou os trabalhos. “O resultado foi excelente, com a construção de mesas em formatos e tamanhos diferentes”, avalia.

Ao final dos trabalhos, as mesas de bilhar foram colocadas em exposição para apreciação dos colegas de curso. Utilizando banners e slides, os grupos explicaram detalhadamente como foi construída cada peça.

Publicada em: 15/07/2014 às 15:00

Cascavel: Projeto de Psicologia adere a campanhas contra o abuso sexual infanto-juvenil

Narração de história com fantoches e outras atividades educativas foram realizadas no Cemic, CPA, UBS Aclimação e Eureca

Teatro chama a atenção de crianças de Cemic

Teatro chama a atenção de crianças de Cemic

Voltado a despertar a reflexão sobre a importância de não se calar frente a uma situação de violação ou abuso, o curso de Psicologia da Universidade Paranaense – Unipar coloca em prática o projeto de extensão ‘Contando Segredos’. As atividades iniciaram em março, com os acadêmicos Felipe Trevisan, Dyeniffer Parisoto, Mayara de Paula, Caroline Borges e Taynara Michelon. A orientação é da psicóloga Monique Färber.

A história adaptada pelos acadêmicos foi ‘O Segredo de Tartanina’, que narra de maneira assertiva a compreensão frente à triste experiência que é o abuso sexual infantil. Um dos locais que recebeu o trabalho foi a Unidade de Saúde Escola, do bairro Aclimação, contemplando a população que aguardava atendimento em sala de espera. Os alunos utilizaram recursos lúdicos e teatro de fantoches, alertando sobre os prejuízos e consequências negativas na vida dos envolvidos - vítima, família ou abusador.

O Cemic (Centro Social Beneficente da Paróquia São Cristóvão) foi outro local visitado. Para a psicóloga da entidade, Daniele Vacari, as atividades vieram ao encontro das necessidades das crianças atendidas, “os recursos visuais, o material diferenciado, o cuidado e a delicadeza com que o tema foi abordado, complementaram o nosso trabalho”.

A experiência positiva foi semelhante em outro espaço de contra turno social, o Eureca I, no bairro Interlagos. A coordenadora, Adriana Rossini, e a pedagoga, Gislaine Ferreira, esclarecem que esse é o objetivo do Eureca, trabalhar a prevenção. “Precisamos fazer isso sempre; a presença dos alunos de Psicologia, com a contação de história, reforça nossas ações do dia a dia”.

O teatro da Tartanina também foi encenado para crianças do projeto de extensão ‘Oficinas Terapêuticas de Contos Infantis’, que acontece no CPA (Centro de Psicologia Aplicada) da Unipar. Segundo a psicóloga Queli Peccini, orientadora das alunas, “esta parceria foi de muita valia, possibilitando às crianças compreenderem a importância de romper o silêncio. Foi um encontro bem terapêutico, todos ficaram mobilizados e tiveram uma atitude mais autônoma dentro do próprio grupo”.

Publicada em: 15/07/2014 às 11:07

Paranavaí: Palestra de Farmácia discute relações interpessoais

Envolvendo as turmas da 1ª e 5ª série, assunto foi trabalhado pela professora e psicóloga Cristina Maria de Oliveira

Respeito, diálogo, autocontrole, simpatia e bom-humor foram pontuados na palestra

Respeito, diálogo, autocontrole, simpatia e bom-humor foram pontuados na palestra

No mercado de trabalho atual, talento e inteligência não são mais qualidades suficientes para se alcançar o sucesso profissional. Outro fator primordial, considerado de extrema importância pelos empregadores, é a habilidade de nos relacionarmos bem com as pessoas. Por isso, constantemente o assunto é trabalhado pelos professores da Universidade Paranaense, com objetivo de preparar o estudante para ser um diferencial na carreira escolhida.

Na graduação de Farmácia da Unipar de Paranavaí, a palestra ‘Relações Interpessoais’ reuniu alunos da 1ª e 5ª série. O tema foi trabalhado pela psicóloga e professora Cristina Maria de Oliveira, do curso de Administração. “A melhor maneira de crescer profissionalmente em uma economia globalizada, é investindo nos relacionamentos, pois, esse é o grande segredo para qualquer pessoa vencer não só no mercado de trabalho, mas também na vida”, aconselhou a docente.

Respeito, honestidade, interação, diálogo, autocontrole, simpatia, bom-humor, responsabilidade, ética e dedicação foram pontuados pela palestrante como itens primordiais nas relações interpessoais.

“São virtudes que devemos usar tanto na vida profissional quanto na pessoal, buscando sempre transformar dificuldades em oportunidades”, destacou. “E, além de contribuir para a busca do sucesso almejado, também é uma forma de evitar conflitos e problemas futuros, os quais poderão desencadear várias patologias, como estresse, hipertensão e depressão”, completa.