Publicada em: 01/07/2015 às 14:11

Guaíra: Grupo de professoras leva serviços à Comunidade Quilombola

Prevenção de doenças, captação de água da chuva e alternativa para minimizar custo de construção de casa foram os temas da pauta da ação

Ação beneficiou moradores da Comunidade Quilombola

Ação beneficiou moradores da Comunidade Quilombola

Cumprindo a missão de socializar conhecimentos, a Universidade Paranaense – Unipar prestou uma série de serviços de educação e saúde à Comunidade Quilombola Manoel Ciríaco dos Santos, localizada na vila rural Maracaju dos Gaúchos.

A ação contou com a participação de quatro professoras: Gisieli Kramer, de Gestão Ambiental, Daniele Almeida, de Enfermagem, Simone Angelim, de Estética e Cosmética, Vanda Zago, de Engenharia Civil, e Luciana Palinkas, de Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Pela equipe da Unipar, os moradores da localidade foram instruídos sobre instalação de cisternas para aproveitamento de águas pluviais e armadilhas para capturar larvas de mosquitos que podem transmitir doenças; e também aprenderam sobre cuidados com a hipertensão arterial. A maioria dos adultos atendidos aproveitou para aferir a pressão.

Conscientizar também foi a tônica da ação. Por isso, temas como inclusão digital entrou na pauta. Os moradores conheceram as propostas do projeto Inclusão Digital que a Unipar oferece, no Câmpus, gratuitamente à comunidade. Todos foram convidados a participar.

Instruções sobre construções simples e sustentáveis foi outro assunto abordado pela equipe; uma maquete de uma casa onde a cobertura foi revestida com caixinhas de leite longa vida ilustrou a demonstração. A alta incidência do câncer de pele e a importância do uso dos protetores solares para preveni-lo foi outro tema que ganhou atenção especial.

“Atividades interdisciplinares e de atendimento ao público mostram o comprometimento da Unipar em melhorar cada vez mais a vida das pessoas do seu entorno, com saberes atuais e fundamentais”, afirma Gisieli Kramer.

Publicada em: 01/07/2015 às 11:15

Cascavel: Festa Junina da Unipar é sucesso, com saborosos quitutes e a famosa quadrilha

Há dez anos arraiá faz parte do calendário da Instituição; edição atraiu mais de três mil convidados

Tradicional quadrilha promove integração entre alunos

Tradicional quadrilha promove integração entre alunos

A Festa Junina foi trazida para o Brasil pelos portugueses, tendo como influência elementos culturais europeus e, mais trade, a festividade adotou aspectos da cultura brasileira e regional. Buscando cultivar essa tradição, todos os anos a Universidade Paranaense – Unipar realiza o maior arraiá universitário de Cascavel.

O evento aconteceu na última semana e recebeu milhares de sinhôs e sinhás. Além dos acadêmicos e familiares, membros da comunidade também participaram. Bandeiras e balões, comidas típicas, dança das quadrilhas e os caprichados trajes caipiras deram um colorido especial ao ambiente.

As barracas foram organizadas pelas turmas de formandos, que ofereceram cachorro quente, pastel, pamonha, curau, quentão, churros, pipoca, pinhão, espetinho, doces e outros quitutes. O foco do arraiá também é contribuir para a festa de formatura dos acadêmicos.

Os senhores Amélia e Valdonir Constâncio prestigiaram a filha, que dançou a quadrilha: “É um momento importante de distração, já que quem estuda vive uma tensão. E esta festa anima para os próximos dias de provas”. A acadêmica Milainne de Quadros atendeu na barraca do pastel e ressaltou que, além de um resgate cultural, o arraiá junino une mais os colegas de classe. “Estou gostando, tá muito cheio, muito bom”, disse.

Evento foi coordenado pelo Piae (Programa Institucional de Atenção ao Estudante), com apoio da direção geral.

Publicada em: 30/06/2015 às 17:00

Francisco Beltrão: Banda Bird And Cage pede votos para tocar no Rock in Rio

Formada no final de 2012, o quarteto que produz “um som mais cru” gravou EP no ano passado; dois integrantes são estudantes da Unipar

Banda está entre as 25 mais votadas e quer alcançar as cinco primeiras posições

Banda está entre as 25 mais votadas e quer alcançar as cinco primeiras posições

Francisco Beltrão está se tornando um importante cenário para novas bandas de rock. A banda Bird And Cage é a segunda da cidade a buscar um lugar ao sol e realizar o sonho de tocar no palco do Rock In Rio, um dos mais importantes festivais de rock do mundo. Eles participam do Concurso Volkswagen que vai levar um grupo para tocar no palco Sunset, no dia 27 de setembro de 2015.

As cinco bandas mais votadas – entre um total de 350 - participam de uma eliminatória em São Paulo, no dia 10 de agosto. A final será um show com dez bandas ao vivo no auditório da Rádio Mix FM. Além do Rock in Rio, a banda escolhida ainda terá as suas músicas produzidas por Paulinho Fonseca e PJ no estúdio do Jota Quest, em Belo Horizonte, além de ganhar a produção de um videoclipe.

A banda Bird And Cage foi formada no final de 2012 por Samoel Pitz e Mike Vargas, sendo apenas um dueto à lá The Black Keys. Com o passar do tempo e o crescimento do projeto, alguns amigos foram se acrescentando à formação, que passou a se constituir de um trio e, depois, um quarteto (como é hoje).

Os quatro músicos são Samoel Pitz (vocalista), Ewerton Perotoni Redivo (guitarrista), Maicon Vargas (baterista) e Victor Barônio (baixista), que lançaram, no ano passado, o EP Learn to fly, que se caracteriza pela fase inicial da banda, trazendo um som mais cru. Agora a banda prepara mais alguns singles que irão compor novos materiais.

Victor é acadêmico de Direito e Ewerton, de Administração. Os garotos começaram divulgar sua participação no concurso com algum atraso, mas estão dispostos a correr atrás do tempo perdido e se classificar entre as cinco mais votadas que irão para a eliminatória em São Paulo. Para votar, acesse o link abaixo:

http://rockinrio.vw.com.br/minhabanda/bird-and-cage

Publicada em: 30/06/2015 às 15:30

Umuarama: 18ª Sipat é realizada com sucesso

‘Segurança não é tempo perdido, é tempo investido’ foi o tema da Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho

Funcionários de diversos setores participaram

Funcionários de diversos setores participaram

Ética Profissional, uso segura da internet, gerenciamento da saúde foram alguns dos temas tratados na 18ª Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho), promovida pela Universidade Paranaense – Unipar, Unidade de Umuarama (entre 15 e 19/06).

Organizado pela Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), o evento foi pautado por palestras que levaram os colaboradores a refletir sobre prevenção de acidentes e também de doenças e de tudo o que possa comprometer a saúde e o bem-estar dos colaboradores da Unipar.

Na abertura, o presidente da Cipa, Eduardo Limão, destacou a importância do evento: “O objetivo é orientar que temos, também no ambiente de trabalho, que prezar pelo nosso bem-estar, tanto físico, quanto emocional, e como isso pode refletir em vantagens para nós mesmos no dia a dia”.

Ele lembrou que o índice de acidentes de trabalho na Unipar é baixíssimo. “Normalmente, no máximo, acontecem dois por ano”, informou. “Em relação à exposição a riscos, somos privilegiados; trabalhamos numa empresa que não nos oferece perigos preocupantes”, emendou.

Mas salientou: “Mesmo assim temos que nos empenhar para mantermos essa harmonia, buscando melhorias sempre que possível; o policiamento de cada um é fundamental nesse processo”.

A série de palestras começou com o professor do curso de Direito, Luis Irajá Nogueira de Sá Júnior, falando sobre ética profissional.

O professor Leandro Clementino de Lima, do curso de Sistemas de Informação, deu continuidade, na tarde seguinte, abordando ‘O uso consciente e seguro da internet’.

A Sipat continuou com a palestra da psicóloga RT do CPA (Centro de Psicologia Aplicada) e DEGRT (Diretoria Executiva de Gestão das Relações Trabalhistas), professora Carina de Oliveira Vieira Mochaider Echs, abordando “Regras para um bom atendimento ao cliente”.

E o médico do trabalho da Unipar, Fabrício Kovalechen, encerrou o ciclo. Ele falou sobre gerenciamento da saúde.

Para descontrair, também foram realizados sorteios de brinde e um coquetel de confraternização.

Publicada em: 30/06/2015 às 15:00

Umuarama: ‘Unipar Itinerante’ leva qualidade de vida a motoristas da PR 323

Em parceria com a Polícia Rodoviária, projeto extensionista ofereceu serviços voltados à promoção da saúde e bem-estar

Motoristas aproveitam para relaxar o corpo com equipe de Estética e Cosmética

Motoristas aproveitam para relaxar o corpo com equipe de Estética e Cosmética

Cumprindo com seu papel de responsabilidade social, mais uma vez a Universidade Paranaense levou o projeto extensionista ‘Unipar Itinerante’ ao posto da Polícia Rodoviária de Cruzeiro do Oeste, localizado na PR 323. Motoristas e passageiros que por lá passaram foram beneficiados com orientações e serviços que focam saúde, bem-estar e segurança no trânsito.

Na terceira edição do ano, realizada recentemente, foram feitos em torno de 150 atendimentos pelas equipes dos cursos envolvidos. A turma de Ciências Biológicas conscientizou sobre a importância de se preservar o meio ambiente.

Muitos motoristas e passageiros também aproveitaram a parada para fazer o teste de glicemia e verificar a pressão arterial, com os alunos de Farmácia. Já as orientações de como prevenir câncer de próstata e de mama e as doenças sexualmente transmissíveis foram repassadas pela equipe de futuros enfermeiros.

Momentos de relaxamento, com a tradicional massagem, também foram oferecidos pela equipe de Estética e Cosmética.

A ação novamente foi organizada e coordenada pela equipe do Prove (Programa de Valorizacão da Educação) da Unipar, Câmpus de Umuarama.