UNIPAR - UM ESPAÇO PARA O SEU TALENTO

 
OUVIDORIA TRABALHISTA

Acesso online:

Criar ou recuperar sua senha

Você está aqui: Graduação  >  Farmácia de Umuarama

Nossos cursos de GRADUAÇÃO

Farmácia

Descrição

Teoria e prática na dose certa

O profissional graduado em Farmácia pela Unipar conta com o diferencial de uma formação generalista, com uma ampla visão das diversas áreas envolvidas, além de conhecimento técnico e científico para promover a saúde em todos os seus níveis. Como farmacêutico, você será capaz de realizar análises clínicas, de alimentos e fármacos, pesquisa, produção, armazenamento, dispensação, interações e controle de qualidade. Também vai estar atpo a planejar, desenvolver, manipular, produzir, controlar e dispensar medicamentos, realizar exames diagnósticos e coordenar farmácias, laboratórios de análises clínicas, toxicológicas e de alimentos. Seu papel envolve ainda informar a população sobre automedicação e seus efeitos, além de exercer e divulgar ações sobre a farmacovigilância, como aliado da vigilância sanitária e epidemiológica.

Mais de 80 áreas de atuação

Segundo o Conselho Federal de Farmácia, você poderá atuar em mais de 80 áreas. Dentre elas estão laboratórios de análises clínicas, toxicológicas e de alimentos, indústrias de medicamentos, cosméticos e produtos alimentícios, farmácias, distribuidoras de medicamentos e laboratórios especializados. Você pode optar ainda por instituições de ensino, laboratórios de controle de qualidade, forças armadas e polícia científica, vigilância sanitária, postos de saúde, assessorias, consultorias e centros de informação de medicamentos.

Por que escolher a Unipar

  • Professores com grande experiência em diversas áreas de atuação;

  • Projeto pedagógico que envolve embasamento técnico e científico, e atividades práticas e profissionalizantes desde o início do curso;

  • Estrutura completa e equipamentos para exercícios práticos em todas as áreas da farmácia;

  • Projetos de ensino, pesquisa e extensão durante todo o curso.

Infraestrutura diferenciada

A estrutura da Unipar permite que você saia da universidade pronto para entrar no mercado de trabalho. São laboratórios de Anatomia Humana, Farmacotécnica e Cosmetologia, Fisiologia e Histologia, Farmacologia, Química Orgânica, Geral, Analítica e Farmacêutica, Análises Clínicas e Toxicológicas, Hematologia e Parasitologia Clínica, Microbiologia e Imunologia Geral e Clínica. Na Unipar você também vai encontrar laboratórios de Bioquímica Geral e Clínica, Física e Biofísica, Patologia, Biologia e Genética, Fitoterapia, Farmacobotânica e Farmacognosia, Bromatologia e Controle de Qualidade de Medicamentos, Biologia Molecular, Análise de Água, Análise de Alimentos, Horto de Plantas Medicinais e Farmácia Escola. No campus de Umuarama você terá ainda um Centro de Informações Toxicológicas e de Medicamentos, uma Central de Misturas Intravenosas e um Laboratório de Pesquisa em Ciências Farmacêuticas.

Informações Gerais

COORDENADOR(A) Samantha Wietzikoski Sato
TITULAÇÃO Farmacêutico Generalista
MODALIDADE Presencial
PERÍODO Noturno
DURAÇÃO MÁXIMA 07 anos
DURAÇÃO MÍNIMA 05 anos
CARGA HORÁRIA 4800 h/a
MENSALIDADE ATUAL R$ 1.740,00
LOCAL Umuarama - Campus I - Sede
E-MAIL farmacia-umu@unipar.br

Objetivo geral

O Curso de Farmácia da Universidade Paranaense – UNIPAR, com base nas premissas que emanam da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e nas determinações das Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Farmácia Resolução CNE/CESn.º 2, de 19/02/2002, DOU de 04/03/2002, em como objetivo geral:

Formar profissionais com capacidade de desenvolvimento intelectual autônomo e permanente, éticos e comprometidos com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Com conhecimentos técnicos, humanísticos, ambientais e histórico-sociais necessários ao entendimento, interpretação e intervenção na realidade nacional e regional. Instrumentalizando-os com métodos, técnicas e recursos que possibilitem uma atuação condigna e competente nas suas funções na área de Farmácia.

Objetivo específico

  • Formar profissionais farmacêuticos aptos a desenvolver projetos de pesquisa com fármacos e reagentes; planejar, desenvolver, manipular, produzir, controlar e dispensar medicamentos;

  • Realizar exames diagnósticos (qualitativos e quantitativos) e coordenar laboratórios de análises clínicas, toxicológicas e de alimentos;

  • Informar a população sobre a auto-medicação e seus efeitos;

  • Exercer e divulgar ações sobre a farmacovigilância;

  • Conhecer a vigilância sanitária e epidemiológica;

  • Estar apto a coordenar a farmácia comunitária e a farmácia hospitalar;

  • Exercer a atenção farmacêutica, assim como informar sobre os medicamentos, suas interações e usos;

  • Conhecer a saúde pública e suas campanhas;

  • Auxiliar no planejamento e execução de ações que visem à melhoria da qualidade de vida da população;

  • Proporcionar a possibilidade para que os profissionais da área possam especializar-se através de cursos de pós-graduação, ou mesmo de aperfeiçoar-se com as diversas atividades oferecidas pelo curso.

Perfil do egresso

O Egresso do curso de graduação da Universidade Paranaense - UNIPAR é caracterizado por uma formação profissional atualizada fundamentada nos conhecimentos técnico-científicos, bem como nos princípios éticos e humanísticos voltados à cidadania. Neste sentido, ele se revela como um profissional capaz de reconhecer os problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços especializados à comunidade e estabelecer com esta uma relação de reciprocidade.

A partir das competências e das habilidades gerais do egresso do Curso de Graduação em Farmácia da UNIPAR, consoante o que dispõe o art 3º da Resolução CNE/CESn.º 2, de 19/02/2002, DOU de 04/03/2002, deve ser assegurado, no perfil do formando egresso uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

Competências e Habilidades

Assim, o Curso de Graduação em Farmácia da Universidade Paranaense – UNIPAR deve possibilitar, no perfil específico do egresso, as seguintes competências e habilidades:

Atenção à Saúde: os farmacêuticos, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde tanto em nível individual quanto coletivo.

Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e contínua com as demais instâncias do sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos.

Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

Tomada de Decisões: o trabalho dos farmacêuticos deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Comunicação: os farmacêuticos devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e com o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura; conhecimento técnico de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os farmacêuticos deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

Administração e Gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho quanto dos recursos físicos e materiais e de informação. Da mesma forma devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou líderes na equipe de saúde;

Educação Permanente: os profissionais devem estar cientes da importância da educação continuada para sua formação e prática; desta forma, tendo responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento das futuras gerações de profissionais, proporcionando condições para que haja benefício mútuo entre os futuros farmacêuticos e profissionais do serviço de saúde.

A formação do Farmacêutico tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades específicas:

  • respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional;

  • atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o;

  • atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;

  • reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;

  • exercer sua profissão de forma articulada ao contexto social, entendendo-a como uma forma de participação e contribuição ao mesmo;

  • conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos científicos;

  • desenvolver assistência farmacêutica individual e coletiva;

  • atuar na pesquisa, desenvolvimento, seleção, manipulação, produção, armazenamento e controle de qualidade de insumos farmacêuticos; fármacos sintéticos, recombinantes e naturais; medicamentos; cosméticos; saneantes; domissaneantes; correlatos e alimentos;

  • atuar em órgãos de regulamentação e fiscalização do exercício profissional e de aprovação, registro e controle de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes e correlatos;

  • atuar na avaliação toxicológica de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes, correlatos e alimentos;

  • realizar, interpretar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises clínico-laboratoriais, incluindo os exames hematológicos, citológicos, bioquímicos, citopatológicos e histoquímicos, bem como análises toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e normas de biossegurança;

  • realizar procedimentos relacionados à coleta de material para fins de análises laboratoriais e toxicológicas;

  • avaliar a interferência de medicamentos, alimentos e outros interferentes em exames laboratoriais;

  • avaliar as interações medicamento/medicamento e alimento/medicamento;

  • exercer a farmacoepidemiologia;

  • exercer a dispensação e o controle de nutracêuticos e alimentos de uso integral e parenteral;

  • atuar no planejamento, administração e gestão de serviços farmacêuticos, incluindo registro, autorização de produção, distribuição e comercialização de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes e correlatos;

  • atuar no desenvolvimento e operação de sistemas de informação farmacológica e toxicológica para pacientes, equipes de saúde, instituições e comunidades;

  • interpretar e avaliar prescrições;

  • atuar na dispensação de medicamentos e correlatos;

  • participar na formulação das políticas de medicamentos e de assistência farmacêutica;

  • formular e produzir medicamentos e cosméticos;

  • atuar na promoção e gerenciamento do uso correto e racional de medicamentos, em todos os níveis do sistema de saúde, tanto no âmbito do setor público como do privado;

  • desenvolver atividades de garantia da qualidade de medicamentos, cosméticos, processos e serviços onde atue o farmacêutico;

  • elaborar, interpretar, avaliar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises de alimentos, nutracêuticos e suplementos alimentares, desde a obtenção das matérias primas até o consumo;

  • atuar na pesquisa e desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de produtos obtidos por biotecnologia;

  • realizar análises fisico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente;

  • atuar na pesquisa e desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados, incluindo realização, interpretação de exames e responsabilidade técnica de serviços de hemoterapia;

  • exercer atenção farmacêutica individual e coletiva na área das análises clínicas e toxicológicas;

  • gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;

  • atuar na seleção, desenvolvimento e controle de qualidade de metodologias, reativos e equipamentos.

A formação do Farmacêutico deverá contemplar as necessidades sociais da saúde, a atenção integral da saúde no sistema regionalizado e hierarquizado de referência e contra-referência e o trabalho em equipe, com ênfase no Sistema Único de Saúde (SUS).

Mercado de trabalho

O Farmacêutico com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, deverá atuar em. em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício das atividades profissionais nos seguintes campos de atuação:

  • Farmácias (Dispensação, Homeopática, Hospitalar e de Manipulação);

  • Drogarias e Ervanárias;

  • Distribuidoras de Medicamentos;

  • Laboratórios Especializados: Biologia Molecular e Fertilização “In vitro”;

  • Indústria de Medicamentos, Cosméticos, Fitoterápicos, Produtos Alimentícios e Domissanitários;

  • Saúde Pública;

  • Vigilância Sanitária e Epidemiológica;

  • Laboratórios de Análises Clínicas, Toxicológicas, Químicas e de Alimentos;

  • Laboratórios de Controle de Qualidade: Ar, Água, Cosméticos e Medicamentos;

  • Instituições de Ensino (Docência/ Pesquisa);

  • Polícia Científica e Forças Armadas;

  • Centro de Informações de Medicamentos;

  • Centro de Informações Toxicológicas;

  • Atenção Farmacêutica;

  • Assessorias e Consultorias.

Funções que os graduados poderão exercer na sociedade:

  • Reconhecer e assumir responsabilidades que dizem respeito ao exercício da profissão;

  • Atuar como docente estimulando o espírito crítico e científico;

  • Elaborar os conteúdos programáticos e apoiar a execução de ações de capacitação na sua área;

  • Elaborar material técnico e científico para a divulgação nas áreas de saúde pública, sobre medidas higiênicas e profiláticas;

  • Participar da elaboração e acompanhamento da política e de programas e campanhas de saúde pública, executando treinamento de operadores de campo para a realização de campanhas sanitárias;

  • Formular, acompanhar, executar e/ou assessorar programas e projetos de educação na área de saúde;

  • Promover orientações a indivíduos e comunidades visando à obtenção de condutas, posturas e encaminhamentos de processos relativos às noções básicas de alimentação, higiene e saúde;

  • Promover articulação em municípios, entidades públicas e privadas e comunidades em geral, com relação a melhorias de saúde da comunidade;

  • Promover pesquisas e estudos com a finalidade de tornar o uso de medicamentos racional e seguro;

  • Propor soluções para os problemas relacionados à política de medicamentos no âmbito de sua comunidade ou nacional;

  • Estudar os princípios morais e éticos na conduta da profissão.

Considerações

Todas estas atividades dependem de um currículo efetivamente realizado na área ou subárea específica, traduzida pelo cumprimento de disciplinas na graduação e/ou pós-graduação; realização de monitorias, estágios e treinamentos; participação em cursos de extensão, aperfeiçoamento, especialização e outros; participação em congressos, seminários, simpósios e similares; desenvolvimento de pesquisas básicas ou aplicadas e/ou apresentação e publicação de trabalhos científicos em eventos e revistas científicas, respectivamente.

Ambientes

Redes sociais